Publicado por: . | 18 outubro, 2013

Prece – André Luiz

Publicado por: . | 17 outubro, 2013

Novo Site da FEEAK MINAS

Amigos da FEEAK MINAS, Jesus conosco!
Com muita alegria vimos divulgar o novo site da Fraternidade de Estudos Espíritas Allan Kardec.
Este espaço oficial da Instituição dinamizará ainda mais o leque de opções para a Divulgação da Doutrina Espírita e o Evangelho de Jesus.
Objetiva oferecer palestras em áudio/vídeo, artigos, estudos, biografias, resenhas, e notícias do Movimento Espírita.
Acesse e acompanhe semanalmente os Programas de Estudos, ao vivo nas terças/quintas as 20:30, pela Radio Amigo Espírita (espaço na primeira página), com os temas Amor e Sabedoria de Emmanuel e Os Princípios Básicos da Doutrina Espírita e o Evangelho.
A outra novidade, a partir do dia 18/10/2013 – todas as sextas feiras, 19:30 as 21:00 hs, será a transmissão em áudio e vídeo do Estudos do Livro dos Espíritos, direto da Sede da FEEAK, com o amigo Carlos Alberto Braga Costa.

Venha estudar conosco, na Casa de Kardec, e divulgue para os seus amigos. Ave Cristo!

http://www.feeak.org.br/

Logo FEEAK MINAS colorido

Estudo do Livro dos Espíritos, realizado em 27/09/2013 na FEEAK Minas, Belo Horizonte/MG. Parte II — Capítulo VI Vida Espiritual — Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Questões 249 a 251. Expositor: Carlos Alberto Braga

Publicado por: . | 15 outubro, 2013

Reconciliar com o adversário – Estudo do Evangelho

Estudo realizado na fEEAKMINAS 09/10/2013, por Carlos A B Costa

Publicado por: . | 11 outubro, 2013

Petição e Resposta – mensagem de Emmanuel

Publicado por: . | 9 outubro, 2013

Batalhas humanas – Mensagem de Arnaldo Rocha

imagem

BATALHAS HUMANAS

Caríssimos irmãos de ideal Espírita, fraternos e muito queridos amigos desta Casa Espírita: nossos votos de paz, no sincero respeito aos esforços que fazem pela adoção do amor e da caridade! Leia Mais…

Publicado por: . | 8 outubro, 2013

A LIÇÃO DA OBEDIÊNCIA – Lindos Casos Chico Xavier

De novo reunido à familia, Chico Xavier, fosse por que tivesse retornado à tranqüilidade ou por que houvesse ingressado na escola, não mais viu o Espírito da mãezinha desencarnada.
Entretanto, passou a ter sonhos. 
À noite, no repouso, agitado, levantava-se do leito, conversava com
interlocutores invisíveis e, muitas vezes, despertava pela manhã, trazendo notícias de parentes mortos, contando peripécias ou narrando sucesso que ninguém podia compreender.
João Cândido Xavier, a conselho da segunda esposa, que se interessava maternalmente pela criança, conduziu Chico ao padre Sebastião Scarzelli, antigo vigário da cidade de Matozinhos, nas vizinhanças de Pedro Leopoldo, que depois de ouvir o menino, por algumas vezes, em confissão, aconselhou João Cândido a impedir que o rapazelho lesse jornais, livros ou revistas.
Chico devia estar impressionado com más leituras — dizia o sacerdote — aqueles sonhos não eram outra coisa senão perturbações, porque as almas não voltam do outro mundo… Leia Mais…

Publicado por: . | 4 outubro, 2013

Prece e Obsessão – mensagem de André Luiz

Publicado por: . | 4 outubro, 2013

Reverenciando Allan Kardec – Emmanuel

REVERENCIANDO KARDEC

 

Antes de Kardec, embora não nos faltasse a crença em Jesus, vivíamos na Terra atribulados por flagelos da mente, quais os que expomos:

– o combate recíproco e incessante entre os discípulos do Evangelho;

– o cárcere das interpretações literais;

– o espírito de seita;

– a intransigência delituosa;

– o obsessão sem remédio; 

– o anátema nas áreas da filosofia e da ciência;

– o cativeiro aos rituais;

– a dependência quase absoluta dos templos de pedra para as tarefas da edificação íntima;

– a preocupação de hegemonia religiosa;

– a tirania do medo, ante as sombrias perspectivas do além-túmulo;

– o pavor da morte, por suposto fim da vida. Leia Mais…

Publicado por: . | 3 outubro, 2013

Chico Falando Sobre Allan Kardec


A altura espiritual de Allan Kardec

JKEC4Conforme descreve a escritora Nena Galves, em recente biografia lançada pela editora CÉU, Chico Xavier anualmente participava, no Centro Espírita União, da feira do livro, em comemoração ao aniversário de nascimento de Allan Kardec, emérito codificador da Doutrina Espírita, na capital paulistana.

Honorificando esta data, tão importante para a família espírita, brindaremos ao leitor deste Blog com um magnífico trecho da inédita entrevista concedida ao confrade Luiz Rodovil Rossi, em que o médium de Pedro Leopoldo, presta um preito de respeito e gratidão, ao Preclaro Mestre lionês, nascido em 4 de outubro de 1804.

LUIZ RODOVIL ROSSI:

Querido Chico, é com enorme prazer e honra que o recebemos mais uma vez aqui no Centro Espírita União. Nós gostaríamos de ouvir um pouquinho a respeito da semana Kardec e da feira do Centro União, às quais você comparece com tanto carinho todos os anos.

CHICO XAVIER:

Estamos aqui diante da bondade de todos e especialmente do nosso amigo Dr. Luiz Rossi, que lembra a nossa palavra simples e desataviada  para exaltarmos a memória de Allan Kardec, o mentor inesquecível a quem devemos tanto.

Nosso amigo fala em prazer e honra, mas esses dois substantivos ajudam a mim, de vez que essa honra e esse prazer me pertencem, pois na verdade, não mereço estar dentro de nossa comunidade com qualquer destaque especial.

Todos nós conhecemos a altura espiritual de Allan Kardec e reverenciamos nele aquele professor inolvidável, cujos ensinamentos atravessaram grande parte do século passado. Estamos em pleno século XX e seus ensinamentos nos encontram para nos felicitar com o conhecimento de nossa própria natureza e com o imperativo do nosso aprimoramento espiritual…

Por muito que sejam expressivas as palavras que eu pudesse dizer a respeito de Allan Kardec, elas seriam demasiadamente pálidas para criar em nosso espírito o respeito, a admiração, o carinho e o amor com que não apenas anualmente, mas todos os dias, nos lembramos desse homem admirável, cuja herança para nós, da comunidade humana, representa um patrimônio de paz e luz.

Peçamos a Nosso Senhor Jesus Cristo que engrandeça Allan Kardec onde estiver. Que ele possa receber as vibrações dos nosso melhores sentimentos e que o Centro Espírita União continue nessa obra maravilhosa de redenção humana, a abraçar os necessitados, difundir a luz e honrar Allan Kardec por meio dos seus dignos diretores e dos dignos companheiros que me escutam, em memória daquele que não podemos esquecer.

Allan Kardec vive. Está é uma afirmativa que eu quisera pronunciar com uma voz que no momento não tenho. Mas com todo o meu coração, repito: Deus engrandeça o nosso Codificador, o Codificador da nossa Doutrina! Que ele se sinta cada vez mais feliz em observar que as suas idéias e suas lições permanecem acima do tempo, auxiliando-nos a viver. É o que eu probremente posso dizer na saudação que Allan Kardec merece de nós todos. Sei que cada um de nós, na intimidade doméstica, torná-lo-á lembrado e cada vez mais honrado, não só pelos espíritas do Brasil, mas do mundo inteiro.

Fonte: livro “Até Sempre Chico Xavier”. Nena Galves. Edit. CÉU. União – São Paulo. 2008.

Entrevista concedida Outubro de 1987 – Chico Comemorava 60 anos de trabalho espírita em visita aos amigos do Centro Espírita União em São Paulo.

Publicado por: . | 2 outubro, 2013

Proteção de Deus – Emmanuel

Clamamos pela proteção de Deus, mas, não raro, admitimos que semelhante cobertura aparece nos dias de caminho claro e céu azul.
* * *
O Amparo Divino, porém, nos envolve e rodeia, em todos os climas da existência. Urge reconhecê-los nos lances mais adversos.
* * *
Às vezes, o auxílio do Todo Misericordioso tão-somente se exprime através das doenças de longo curso ou das dificuldades materiais de extensa duração, preservando-nos contra quedas espirituais em viciação ou loucura. Noutros ângulos da experiência,
manifesta-se pela cassação de certas oportunidades de serviço ou pela supressão de regalias determinadas que estejam funcionando para nós à feição de corredores para a morte prematura.
* * *
Proteção de Deus, por isso mesmo, é também o sonho que não se realiza, a esperança adiada, o ideal insatisfeito, a prova repentina ou o transe aflitivo que nos colhe de assalto.
Encontra-se no amor de nossos companheiros, na assistência de benfeitores
abnegados, na dedicação dos amigos ou no caminho dos familiares, mas igualmente na crítica dos adversários, no tempo de solidão, na separação dos entes queridos ou nos dias cinzentos de angústia em que nuvens de lágrimas se nos represam nos olhos.
Isso ocorre porque a vida é aprimoramento incessante, até o dia da perfeição, e todos nós com freqüência necessitamos do martelo do sofrimento e do esmeril do obstáculo para que se nos despoje o espírito dos envoltórios inferiores.
* * *
Pensa nisso e toda vez que te sacrifiques ou lutes, de consciência tranqüila, ou toda vez que te aflijas e chores, sem a sombra da culpa, regozija-te e espera o melhor, porque a dor, tanto quanto a alegria, são recursos da proteção de Deus, impulsionando-te o coração para a luz das bênçãos eternas.

Emmanuel. 

Psicografia de Francisco Cândido Xavier. Rumo Certo. FEB

Publicado por: . | 30 setembro, 2013

Notas de bem viver – Estudo do Livro dos Espíritos

Estudo realizado na FEEAKMINAS 27/09/2013, por Beto Costa. Questões:247 e 248.

Publicado por: . | 28 setembro, 2013

Migalha de Amor – mensagem de Meimei

Publicado por: . | 26 setembro, 2013

Saber como convém – áudio e imagens Emmanuel

Publicado por: . | 26 setembro, 2013

SABER COMO CONVÉM – Emmanuel

“E se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.” –
Paulo. (I CORÍNTIOS, 8:2.)


A civilização sempre cuida saber excessivamente, mas, em tempo algum, soube como convém saber.
É por isto que, ainda agora, o avião bombardeia, o rádio transmite a mentira e a morte, e o combustível alimenta maquinaria de agressão. 
Assim também, na esfera individual, o homem apenas cogita saber, esquecendo que é indispensável saber como convém.
Em nossas atividades evangélicas, toda a atenção é necessária ao êxito na tarefa que nos foi cometida.
Aprendizes do Evangelho existem que pretendem guardar toda a revelação do Céu, para impô-la aos vizinhos; que se presumem de posse da humildade, para tiranizarem os outros; que se declaram pacientes, irritando a quem os ouve; que se afirmam crentes, confundindo a fé alheia; que exibem títulos de benemerência, olvidando comezinhas obrigações domésticas.
Esses amigos, principalmente, são daqueles que cuidam saber sem saberem de fato.
Os que conhecem espiritualmente as situações ajudam sem ofender, melhoram sem ferir, esclarecem sem perturbar. Sabem como convém saber e aprenderam a ser úteis.
Usam o silêncio e a palavra, localizam o bem e o mal, identificam a sombra e a luz e distribuem com todos os dons do Cristo. Informam-se quanto à Fonte da Eterna Sabedoria e ligam-se a ela como lâmpadas perfeitas ao centro da força. Fracassos e triunfos, no plano das formas temporárias, não lhes modificam as energias. Esses sabem porque sabem e utilizam os próprios conhecimentos como convém saber.

Vinha de Luz. lição 44. Psicografia de F.C.Xavier. FEB

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 786 outros seguidores