Publicado por: . | 16 dezembro, 2018

Bilhete a Jesus

Bilhete a Jesus407b4744ac0fc8b2d27390b1ed6a01a7_XL

 

  IRMÃO X.

 

Senhor Jesus, enquanto a alegria do Natal acende luzes novas nos lares festivos, torno à velha Palestina, revendo, com os olhos da imaginação, a paisagem de tua vinda…

Roma estendiam fronteiras no Nilo, no Eufrates, no Reno, no Tamisa, no Danúbio, no Mar Morto, no Lago de Genezaré, nas areias do Saara. César “sossegava e protegia” os habitantes das zonas mais remotas, aliciando a simpatia dos príncipes regionais. Todos os deuses indígenas cediam a Júpiter, o dono do Olímpio, de que as águias dominadoras se faziam emissárias, tremulando no topo das galeras, cheias de senhores e de escravos.

Lembras-te, Senhor, de que se fazia uma grande estatística, por ordem de Augusto, o Divino? Otávio, cercado de assessores inteligentes, intensificava a centralização no mundo romano, reorganizando a administração na esfera dos serviços públicos. As circunscrições censitárias na Judeia enchiam-se de funcionários exigentes. Cadastravam-se famílias, propriedades, indústrias. E José e Maria também se locomoveram, com os demais, para atender as determinações. A sensibilidade israelita poderia manter-se a distância do culto de César, resistindo ao incenso com que se marcava a passagem dos triunfadores, em púrpura sanguinolenta, mas a experiência judaica, estruturada em suor e lágrimas, não se esquivaria à obediência, perante os regulamentos políticos. As estalagens, no entanto, estavam repletas e não conseguiram lugar.

Em razão disso, a estrela gloriosa, que te assinalou a chegada não brilhou sobre templos ou residências de relevo.ar-784x400-manjedouraa Apenas a manjedoura singela ofereceu-te conforto e guarida. Homens e mulheres faziam estatísticas minuciosas de haveres e interesses. Se o governo imperial decretava o recenseamento para reajustar observações e tributos, os governados da província alinhavam medidas, imprimindo modificações aos quadros da vida comum, para se subtraírem, de alguma sorte, às exigências. Permutavam-se cabras e camelos, terras e casas, reduzidos parques agrícolas e pequenas indústrias. Havia espaço mental para a meditação nas profecias? Leia Mais…

Publicado por: . | 14 dezembro, 2018

A INFLUÊNCIA DO ESPIRITISMO

A Influência do EspiritismosolvitaD

Emmanuel

 

 

 A influência do Espiritismo, em verdade, à feição de movimento libertador das consciências, será precioso fator de evolução, em toda parte.

*

               Na Ciência criará novos horizontes à glória do espírito.

*

                Na filosofia, traçará princípios superiores ao avanço inelutável do progresso.

*

 Na religião, estabelecerá supremos valores interpretativos, liberando a fé viva das sombras que a encarceram na estagnação e na ignorância.

*

                Na justiça, descortinará novos rumos aos direitos humanos.

*

               No trabalho, proporcionará justa configuração ao dever. Leia Mais…

Publicado por: . | 13 dezembro, 2018

O CONQUISTADOR DIFERENTE

O Conquistador Diferentear-784x400-manjedouraa

 

IRMÃO X

 

Os conquistadores aparecem no mundo, desde as recuadas eras da selvageria primitiva. E, há muitos séculos, postados sem soberbos carros de triunfo, exibem troféus sangrentos e abafam, com aplausos ruidosos, o cortejo de misérias e lágrimas que deixam à distância. Sorridentes e felizes, aceitaram as ovações do povo e distribuem graças e honrarias, cobertos de insígnias e incensados pelas frases lisonjeiras da multidão. Vasta fileira de escritores congrega-se-lhes em torno, exaltando-lhes as vitórias no campo de batalha. Poemas épicos e biografias romanceadas surgem no caminho, glorificando-lhes a personalidade que se eleva, perante os homens falíveis, à dourada galeria dos semideuses.

 

Todavia, mais longe, na paisagem escura, onde choram os vencidos, permanecem as sementeiras de dor que aguardarão os improvisados heróis na passagem implacável do tempo. Muitas vezes, contudo, não chegam a conduzir para o túmulo as medalhas que lhes brilham no peito dominador, porque a própria vida humana se incumbe de esclarece-los, através das sombras da derrota, dos espinhos da enfermidade e das amargas lições da morte. Leia Mais…

Publicado por: . | 12 dezembro, 2018

OFERTA DE NATAL

 

 Oferta de Natal9957e7969b46799

 

EMMANUEL

 

Senhor!

Enquanto as melodias do Natal nos enternecem, recordamos também, ante o céu iluminado, a estrela divina que te assinalou o berço na palha singela!…

 

De novo, alcançam-nos os ouvidos as vozes angélicas:

 

–  Glória a Deus nas Alturas, paz na Terra, boa vontade para com os homens!…

 

E lembramo-nos do tópico inesquecível da narrativa de Lucas (Evangelho de Lucas 2:8-11):

 “Havia na região da manjedoura pastores que viviam nos campos e velavam pelos rebanhos durante a noite; e um anjo do Senhor desceu onde eles se achavam e a glória do Senhor brilhou ao redor deles, pelo que se fizeram tomados de assombro… O anjo, porém, lhes disse: não temais! Eis que vos trago boas novas de grande alegria, que serão para todo o povo… É que hoje vos nasceu, na cidade de David, o Salvador, que é o Cristo, o Senhor”. Leia Mais…

Publicado por: . | 11 dezembro, 2018

APRENDAMOS OBEDECER

Aprendamos a Obedecerjoio1

Emmanuel

 

 

 

Recorda que a obediência é o alicerce da ordem, nos mais recuados círculos da natureza, e aprendamos a obedecer, se realmente nos propomos concretizar o ideal superior que abraçamos.

 

 

Obedece a árvore ao decreto divino que lhe prende a raiz ao solo e converte-se em gênio protetor, no caminho das criaturas.

 

 

Obedece a fonte à determinação de mover-se colada ao solo e transforma-se em corrente de forças fecundantes que favorecem no campo o perfume da flor e a alegria do pão.

 

 

Tudo o que representa utilidade à mesa da civilização encontra na obediência a sua razão de ser.

 

 

O animal obedece e domestica-se.

 

 

A semente obedece e produz.

 

 

Não olvides, que no Cristianismo é preciso confiar o coração ao Divino Artífice que é Jesus, para que a nossa existência lhe receba a santificante vontade.

 

 

Não vale procurar o Evangelho para dissipar-lhe os tesouros em manifestações palavrosas.

Leia Mais…

Publicado por: . | 10 dezembro, 2018

ORAÇÃO DO NATAL 

Oração do Natal ar-784x400-manjedouraa

Meimei

 

Rei Divino, na palha singela, porque te fizeste criança, diante dos homens, quando podias ofuscá-los com a grandeza do Teu Reino?

Soberano da Eternidade, porque estendeste braços pequerruchos e tenros aos pastores humildes,

mendigando-lhes proteção, quando o próprio firmamento te saudava com uma estrela sublime, emoldurada de melodias celestes?

Certamente, vinhas ao encontro de nosso coração para libertá-lo.

Procuravas o asilo de nossa alma, para convertê-la em harpa nas Tuas mãos.

Preferias esmolar segurança e carinho, para que, em Te amando, de algum modo, na manjedoura esquecida, aprendêssemos a amar-nos uns aos outros.

Tornavas-Te pequenino para que a sombra do orgulho se desfizesse, em torno de nossos passos, e pedias compaixão,

porque não nos buscavas por adornos do Teu carro de triunfo, como vassalos de Tua Glória, mas, sim, por amigos espontâneos de Tua causa e por tutelados de Tua bênção…

E modificante assim, o destino das nações. Colocaste o trabalho digno, onde a escravidão gerava a miséria, Leia Mais…

Publicado por: . | 9 dezembro, 2018

Prossigamos – psicografia de Chico Xavier

Publicado por: . | 7 dezembro, 2018

Espiritismo e o misticismo quântico

Espiritismo e o misticismo quântico*

Alexandre Fontes da Fonseca**

No preâmbulo de O que é o Espiritismo, Kardec define o Espiritismo assim: “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.” Ele esclarece que “o Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que dimanam dessas mesmas relações.” O caráter científico do Espiritismo fica, então, bem definido a partir dessas palavras de Kardec. Uma consequência natural desse caráter é o que o próprio Kardec comenta no item 55 do capítulo I de A Gênese: “Caminhando com o progresso, o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrassem que está errado em um determinado ponto, ele se modificaria sobre esse ponto; se uma nova verdade se revela, ele a aceita.” Talvez motivados por essas palavras de Kardec, vários irmãos espíritas tiveram a iniciativa de buscar conhecer as novas descobertas da Ciência com o objetivo, dentre outros, de defenderem a atualidade do Espiritismo, incluindo a possibilidade dele absorver novas verdades. Em particular, descobriu-se que alguns cientistas estavam construindo conceitos espiritualistas com base em conceitos da Física Quântica como, por exemplo, CAPRA (1995), CHOPRA (2004) e GOSWAMI (2001,2005). Preocupados com a imagem da Doutrina Espírita na sociedade, alguns pensaram que seria necessário o Espiritismo também adotar certas explicações científicas do mesmo teor. Dessa forma, o interesse no estudo de conceitos da Física Quântica adentrou o movimento espírita. São diversos os autores espíritas que investiram na ideia de comprovar os ensinamentos da Doutrina Espírita com base na Física Quântica. Esse interesse é tão atual que a Física Quântica está em segundo lugar nos resultados da questão de número 50 sobre “3 assuntos que gostaria de conhecer mais”, da “Pesquisa para Espíritas 2018” realizada por Ivan FRANZOLIN (2018).
Entretanto, pelo desconhecimento sobre como a ciência se desenvolve, nós espíritas não percebemos que essa tentativa de forçar a relação entre conceitos espíritas e conceitos da Física Quântica é uma forma equivocada de construir um conhecimento científico e exemplifica o que, já há alguns anos, vem sendo chamado por alguns filósofos como misticismo quântico (FREIRE JR, PESSOA JR & BROMBERG, 2011). Basicamente, o misticismo quântico consiste da visão “que atribui uma conexão íntima entre a consciência humana (ou a espiritualidade) e os fenômenos quânticos.” (Idem). O que os irmãos espíritas que se entusiasmaram com as interpretações misteriosas da teoria quântica não perceberam ainda é que por ser uma teoria desenvolvida para descrever a dinâmica e comportamento das partículas materiais, usar conceitos quânticos para tentar descrever conceitos espíritas é uma forma de materializar tais conceitos. Enquanto nós desejamos chamar a atenção da sociedade para a existência da vida além da matéria, usar Física Quântica para estudar fenômenos espíritas é materializar conceitos que desejamos que sejam espirituais.
Assim, fazemos um alerta aos dirigentes espíritas para que esclareçam os colabora- dores e frequentadores das casas espíritas sobre a desnecessidade e inadequação da busca por relações entre Física Quântica e Espiritismo. Insistir nessas relações denota não somente ignorância sobre Ciência e Física, mas também sobre o entendimento do próprio Espiritismo. Kardec nunca apoiou o misticismo, e jamais concordaria com a prática do misticismo quântico no movimento espírita. Para ajudar os dirigentes e interessados no assunto, sugerimos uma bibliografia de nossa autoria a respeito dos conceitos da teoria quântica e a inadequação de se considerá-los como apoio ou base dos conceitos espíritas (DA FONSECA, 2010, 2013, 2014).

Bibliografia:

CAPRA, F. 1995. O Tao da Física, Editora Cultrix, 16ª edição, São Paulo, SP.
CHOPRA, D. 2004. A Cura Quântica, O Poder da Mente e da Consciência na Busca da Saúde Integral, Editora Best Seller, 42ª edição, Rio de Janeiro, RJ.
DA FONSECA, A. F. 2010. A obra A Física da Alma e o espiritismo. O Consolador 188. Link de acesso: http://www.oconsola- dor.com.br/ano4/188/especial.html
DA FONSECA, A. F. 2013. O que a física quântica tem a ver com o espiritismo? Correio Fraterno, edição 452, julho/ agosto, p. 4. Link de acesso: https:// http://www.correiofraterno.com.br/index. php?option=com_content&view=arti- cle&id=1279:-o-que-a-fisica-quantica- -tem-a-ver-com-o-espiritismo&catid=- 14:entrevista&Itemid=2
DA FONSECA, A. F. 2014. A Transmissão do Pensamento é um Fenômeno Não- -Local? J. Est. Esp. 2, 010302. Acesso gratuito: http://dx.doi.org/10.22568/ jee.v2.artn.010302.
FRANZOLIN, I. 2018. http://franzolim. blogspot.com/2018/07/resultados-da- -pesquisa-para-espíritas.html
FREIRE JR, O., PESSOA JR, O., & BROM- BERG, J. L., orgs. 2011. Teoria Quântica: estudos históricos e implicações culturais [online]. Campina Grande: EDUEPB; São Paulo: Livraria da Física. Available from SciELO Books: http:// books.scielo.org/id/xwhf5/pdf/frei- re-9788578791261-13.pdf
GOSWAMI, A. 2001. O Universo Autoconsciente, Editora Rosa dos Tempos, 4a. Edição, Rio de Janeiro, RJ
GOSWAMI, A. 2005. Física da Alma, Editora Aleph, 2ª reimpressão, São Paulo, SP

* Texto publicado no Boletim Dirigente Espírita – USE – nº 168, nov/dez 2018
Link: https://app.associatec.com.br/upload/organizacao_000000000000037/noticia/documento/526/168C.pdf

** Físico. Pós-doutor pela Universidade do Texas (EUA). Professor universitário. Editor do Jornal de Estudos Espíritas (JEE). Integrante do Departamento de Doutrina da USE-SP.

Publicado por: . | 6 dezembro, 2018

Busquemos Mais Luz

Busquemos Mais Luzorai_vigiai

Emmanuel

         Enquanto o aprendiz da sabedoria avança para diante, traçando senda iluminadas de acesso ao Infinito, o estudante vadio coagula as sombras, ao redor do degrau em que a vida o situa, demorando-se na estagnação da ignorância.

          Recebe o corpo, por abençoado instrumento de elevação.

         Através dele, se queres, é possível amealhar os valores da espiritualidade vitoriosa, alcançar a paz íntima, recolher as bênçãos do Céu e refletir a Divina Vontade, enriquecendo-te, cada vez mais, pela extensão crescente de tuas faculdades, no engrandecimento da vida.

         Busquemos mais luz.

         Quando o Mestre nos recomendou nos fizéssemos crianças, perante a Lei, não se propunha reter-nos na ingenuidade ou na incultura. Buscava criar em nós o estado Leia Mais…

Estudo Romanos 14: 1 a 4 com Carlos Alberto Braga

Realizado em 05/12/2018

 

Publicado por: . | 5 dezembro, 2018

A Semente de Mostarda

A Semente de MostardaImagem relacionada

 

    Emmanuel

 

“Se tiverdes fé do tamanho de um grão de mostarda” … – assim falou o Senhor.

Importante indagar porque não teria o Mestre recorrido a outros símbolos.

Jesus poderia ter destacado a grandeza da fé, buscando quadros mais sugestivos.

A beleza do Hermon …

A poesia do lago de Genesaré …

O esplendor do firmamento galileu …

A riqueza do Templo de Jerusalém …

Todos esses primores da paisagem que o circulava ofereciam temas vivos para a exaltação da sublime virtude.

Entretanto, o Benfeitor Celeste toma a semente minúscula da mostarda, como a dizer-nos que sem o Leia Mais…

Publicado por: . | 3 dezembro, 2018

Palavras de mãe – Emmanuel

PALAVRAS DE MÃE

“Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.”

(JOÃO, 2: 5)  

O Evangelho é roteiro iluminado do qual Jesus é o centro divino. Nessa

Carta da Redenção, rodeando-lhe a figura celeste, existem palavras, lembranças,

dádivas e indicações muito amadas dos que lhe foram legítimos colaboradores no

mundo.

Recebemos aí recordações amigas de Paulo, de João, de Pedro, de companheiros outros do Senhor, e que não poderemos esquecer.

Temos igualmente, no Documento Sagrado, reminiscências de Maria.

Examinemos suas preciosas palavras em Caná, cheias de sabedoria e amor materno.

Geralmente, quando os filhos procuram a carinhosa intervenção de mãe é que se sentem órfãos de ânimo ou necessitados de alegria. Por isso mesmo, em todos os lugares do mundo, é comum observarmos filhos discutindo com os pais e chorando ante corações maternos.

Interpretada com justiça por anjo tutelar do Cristianismo, às vezes é com imensas aflições que recorremos a Maria.

Em verdade, o versículo do apóstolo João não se refere a paisagens dolorosas. O episódio ocorre numa festa de bodas, mas podemos aproveitar-lhe a sublime expressão simbólica.

Também nós estamos na festa de noivado do Evangelho com a Terra.

Apesar dos quase vinte séculos decorridos, o júbilo ainda é de noivado, porquanto não se verificou até agora a perfeita união… Nesse grande concerto da ideia renovadora, somos serventes humildes. Em muitas ocasiões, esgota-se o vinho da esperança. Sentimo-nos

extenuados, desiludidos… Imploramos ternura maternal e eis que Maria nos responde: Fazei tudo quanto ele vos disser.

O conselho é sábio e profundo e foi colocado no princípio dos trabalhos de salvação.

Escutando semelhante advertência de Mãe, meditemos se realmente estaremos fazendo tudo quanto o Mestre nos disse.

 

Emmanuel. F.C.Xavier. Caminho, verdade e vida. FEB

Publicado por: . | 1 dezembro, 2018

Obreiro sem fé

Obreiro sem Fésalvando a pedro

Emmanuel

“… e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” (Tiago, 2:18.)

Em todos os lugares, vemos o obreiro sem fé, espalhando inquietação e desânimo.

Devota-se a determinado empreendimento de caridade e abandona-o, de início, murmurando:

– “Para quê? O mundo não presta.”

Compromete-se em deveres comuns e, sem qualquer mostra de persistência, se faz demissionário de obrigações edificantes, alegando:

– “Não nasci para o servilismo desonroso.”

Aproxima-se da fé religiosa, para desfrutar-lhe os benefícios, entretanto, logo após, relega-a ao esquecimento, asseverando:

– “Tudo isto é mentira e complicação.”

Se convidado a posição de evidência, repete o velho estribilho:

– “Não mereço! sou indigno!…”

Se trazido a testemunhos de humildade, afirma sob manifesta revolta:

– Quem me ofende assim?”

E transita de situação em situação, entre a lamúria e a indisciplina, com largo tempo para sentir-se perseguido e desconsiderado. Leia Mais…

Publicado por: . | 30 novembro, 2018

Observemos Amando – psicografia de Chico Xavier

Estudo realizado na FEEAK Minas por Carlos Alberto Braga em 29/11/2018

Older Posts »

Categorias