Publicado por: . | 28 setembro, 2021

DESTRUIÇÃO E MISÉRIA – EVANGELHO DA MANHÃ

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 29 setembro 2021_ Quarta-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR nº430                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                    

  📚 📜 – TEMA: DESTRUIÇÃO E MISÉRIA

Fonte:

ESE – Capítulo XVII – item 3 – A Kardec

Fonte e Viva  – 27 – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

👁️                                                                 

👇🖥️📺📡 

27 – Destruição e miséria


“Em seus caminhos há destruição e miséria.”
Paulo (Romanos. 3:16)


Quando o discípulo se distancia da confiança no Mestre e se esquiva à ação
nas linhas do exemplo que o seu divino apostolado nos legou, preferindo a senda
vasta de infidelidade à própria consciência, cava, sem perceber, largos abismos de
destruição e miséria por onde passa.


Se cristaliza a mente na ociosidade, elimina o bom ânimo no coração dos
trabalhadores que o cercam e estrangula as suas próprias oportunidades de servir.
Se desce ao desfiladeiro da negação, destrói as esperanças tenras no
sentimento de quantos se abeiram da fé e tece vasta rede de sombras para si mesmo.


Se transfere a alma para a residência escura do vício, sufoca as virtudes
nascentes nos companheiros de jornada e adquire débitos pesados para o futuro.
Se asila o desespero, apaga o tênue clarão da confiança na alma do próximo
e chora inutilmente, sob a tormenta de lágrimas destrutivas.


Se busca refúgio na casa fria da tristeza, asfixia o otimismo naqueles que o
acompanham e perde a riqueza do tempo, em lamentações improfícuas.
A determinação divina para o aprendiz do Evangelho é seguir adiante,
ajudando, compreendendo e servindo a todos.


Estacionar é imobilizar os outros e congelar-se.
Revoltar-se
é chicotear os irmãos e ferir-se.
Fugir ao bem é desorientar os semelhantes e aniquilar-se.


Desventurados aqueles que não seguem o Mestre que encontraram, porque
conhecer Jesus .Cristo em espírito e viver longe dele será espalhar a destruição, em
torno de nossos passos, e conservar a miséria dentro de nós mesmos.

Fonte e Viva  – 27 – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

Publicado por: . | 27 setembro, 2021

A JORNADA REDENTORA

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 28 setembro 2021_ Terça-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR N°429                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

  📚 📜 – TEMA: A JORNADA REDENTORA

Fonte:

Jesus no Lar – 49 – Neio Lúcio- Francisco Cândido Xavier

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

👁️                                                                 

👇🖥️📺📡 

49 – A jornada redentora


Aberta a doce conversação da noite, em torno da Boa Nova, a esposa de Zebedeu perguntou,
reverente, dirigindo-se a Jesus:
— Senhor, como se verificará nossa jornada para o Reino Divino?
O Cristo pareceu meditar alguns momentos e explanou:
— Num vale de longínquo país, alguns judeus cegos de nascença habituaram-se à treva e
à miséria em que viviam, e muitos anos permaneciam na furna em que jaziam mergulhados,
quando iluminado irmão de raça por lá passou e falou-lhes da profunda beleza do Monte Sião,
em Jerusalém, onde o povo escolhido adora o Supremo Pai. Ao lhe ouvirem a narrativa, todos
os cegos experimentaram grande comoção e lastimaram a impossibilidade em que se mantinham.
O vidente amigo, porém, esclareceu-lhes que a situação não era irremediável. Se tivessem
coragem de aplicar a si mesmos determinadas disciplinas, com abstinência de variados
prazeres de natureza inferior a que se haviam acostumado nas trevas, poderiam recobrar o contacto
com a luz, avançando na direção da cidade santa.
A maioria dos ouvintes recebeu as sugestões com manifesta ironia, assegurando que os
progenitores e outros antepassados haviam sido igualmente cegos e que se lhes afigurava impossível
a reabilitação dos órgãos visuais.
Um deles, porém, moço corajoso e sereno, acreditou no método aconselhado e aplicouo.
Entregou-se primeiramente às disciplinas apontadas e, depois de quatro anos de meditações,
trabalho intenso e observação pessoal da Lei, com jejuns e preces, obteve a visão.
Quase enlouqueceu de alegria.
Em êxtase, contou aos companheiros a sublimidade da experiência, comentando a largueza
do céu e a beleza das árvores próximas; contudo, ninguém acreditou nele.
Não obstante ser tomado por demente, o rapaz não desanimou.
Agora, enxergava o caminho e conseguiria avançar.
Ausentou-se do vale fundo, mas, sem qualquer noção de rumo, vagueou dias e noites,
em estado aflitivo. Atacado por lobos e víboras em grande número, usava a maior cautela, reconhecendo
a própria inexperiência, até que, em certa manhã, abeirando-se de um esconderijo
cavado na rocha, para colher mel silvestre, foi aprisionado por um ladrão que lhe exigiu a bolsa;
entretanto, como não possuísse dinheiro, deixou-se escravizar pelo malfeitor que durante
cinco anos sucessivos o reteve em trabalho incessante. O servo, porém, agiu com tamanha
bondade, multiplicando os exemplos de abnegação, que o espírito do perseguidor se modificou,
fazendo-se mais brando e reformando-se para o bem, restituindo-lhe a liberdade.
Emancipado de novo, o crente fiel recomeçou a jornada, porque a ânsia de alcançar o
templo divino povoava-lhe a mente.
Pôs-se a caminho, distribuindo fraternidade e alegria com todos os viajores que lhe cruzassem
a estrada, mas, atingindo um vilarejo onde a autoridade era exercida com demasiado
rigor, foi encarcerado como sendo um criminoso desconhecido; no entanto, sabendo que seria
traído pelas próprias forças insuficientes, caso buscasse reagir, deixou-se trancafiar até que o
problema fosse resolvido, o que reclamou longo tempo. Nunca, entretanto, se revelou inativo
no exercício do bem. Na própria cadeia que lhe feria a inocência, encontrou vastíssimas oportunidades
para demonstrar boa-vontade, amor e tolerância, sensibilizando as autoridades, que o
libertaram enfim,.
O ideal de atingir o santuário sublime absorvia-lhe o pensamento e prosseguiu na marcha;
todavia, somente depois de vinte anos de lutas e provas, das quais sempre saía vitorioso, é
que conseguiu chegar ao Monte Sião para adorar o Supremo Senhor.

O Mestre interrompeu-se, vagueou o olhar pela sala silenciosa e rematou:
— Assim é a caminhada do homem para o Reino Celestial.
Antes de tudo, é preciso reconhecer a sua condição de cego e aplicar a si mesmo os remédios
indicados nos mandamentos divinos. Alcançado o conhecimento, apesar da zombaria
de quantos o rodeiam em posição de ignorância, é compelido a marchar por si mesmo, e sozinho
quase sempre, do escuro vale terrestre para o monte da claridade divina, aproveitando
todas as oportunidades de servir, indistintamente, ainda mesmo aos próprios inimigos e perseguidores.
Quando o seguidor do bem compreende o dever de mobilizar todos os recursos da
jornada, em silêncio, sem perda de tempo com reclamações e censuras, que somente denunciam
inferioridade, então estará em condições de alcançar o Reino, dentro do menor prazo, porque
viverá plasmando as próprias asas para o vôo divino, usando para isso a disciplina de si
mesmo e o trabalho incessante pela paz e alegria de todos.

Jesus no Lar – 49 – Neio Lúcio- Francisco Cândido Xavier

Publicado por: . | 26 setembro, 2021

RENOVAÇÃO – EVANGELHO DA MANHÃ

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 27 setembro 2021_ Segunda-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°428                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

📚 📜 – TEMA: RENOVAÇÃO

Fonte: 

Evangelho S Espiritismo – Capítulo II itens 1 e 2 –  Allan Kardec

Roteiro – 30 – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

👁️                                                                 

👇🖥️📺📡 

30 – RENOVAÇÃO


As revelações dos Espíritos convidam naturalmente a ideais mais elevados, a propósitos
mais edificantes.
Para as inteligências realmente dispostas à renunciação da animalidade, são elas sublime
incentivo à renovação interior, modificando a estrutura fluídica do ambiente mental que
lhes é próprio.
Se a civilização exige o desbravamento da mata virgem, para que cidades educadas
surjam sobre o solo e para que estradas se rasguem soberanas, é indispensável a
eliminação de todos os obstáculos, à custa do sacrifício daqueles que devotam ao
apostolado do progresso.
A Humanidade atual, em seu aspecto coletivo, considerada mentalmente, ainda é a
floresta escura, povoada de monstruosidades.
Se nos fundamentos evolutivos da organização planetária encontramos os animais préhistóricos,
oferecendo a predominância do peso e da ferocidade sobre quaisquer outros
característicos, nos alicerces da civilização do espírito ainda perseveram os grandes
monstros do pensamento, constituídos por energias fluídicas, emanadas dos centros de
inteligência que lhes oferecem origem.
Temos, assim, dominando ainda a formação sentimental do mundo, os mamutes da
ignorância, os megatérios da usura, os iguanodontes da vaidade ou os dinossauros da
vingança, da barbárie, da inveja ou da ira.
As energias mentais do habitantes da Terra tecem o envoltório que os retém à superfície
do Globo. Raros são aqueles cuja mente vara o teto sombrio com os raios de luz dos
sentimentos sublimados que lhes fulguram no templo íntimo.
O pensamento é o gerador dos infra corpúsculos ou das linhas de força do mundo
subatômico, criador de correntes de bem ou de mal, grandeza ou decadência, vida ou
morte, segundo a vontade que o exterioriza e dirige. E a moradia dos homens ainda está
mergulhada em fluidos ou em pensamentos vivos e sem condensados de estreiteza
espiritual, brutalidade, angústia, incompreensão, rudeza, preguiça, má vontade, egoísmo,
injustiça, crueldade, separação, discórdia, indiferença, ódio, sombra e miséria…
Com a demonstração da sobrevivência da alma, porém, a consciência humana adquire
domínio sobre as trevas do instinto, controlando a corrente dos desejos e dos impulsos,
soerguendo as aspirações da criatura para níveis mais altos.
Os corações despertados para a verdade começam a entender as linhas eternas da
justiça e do bem. A voz do Cristo é ouvida sob nova expressão na mais profunda acústica
da alma.

Quem acorda converte-se num ponto de luz no serro denso da Humanidade, passando a
produzir fluidos ou forças de regeneração e redenção, iluminando o plano mental da Terra
para a conquista da vida cósmica no grande futuro.
Em verdade, pois, nobre é a missão do Espiritismo, descortinando a grandeza da
universalidade divina à acanhada visão terrestre; no entanto, muito maior é muito mais
sublime é a missão do nosso ideal santificante com Jesus para o engrandecimento da
própria Terra, a fim de que o Planeta se divinize para o Reino do Amor Universal.

Roteiro – 30 – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

Publicado por: . | 23 setembro, 2021

ANJOS DESCONHECIDOS

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 24 setembro 2021_ Sexta-feira

Tópico: GÊNESE NO LAR nº427                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

  📚 📜 – TEMA: ANJOS DESCONHECIDOS

Fonte: 

O LIVRO DOS ESPIRITOS – Questões 484,485,489 – Allan Kardec

Caminho Espírita – 55 – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

👁️                                                                 

👇🖥️📺📡 

ANJOS DESCONHECIDOS

Há guardiões espirituais que te apoiam a existência no plano físico e há tutores da alma que te protegem a vida na Terra mesmo.

Frequentemente, centralizas a atenção nos poderosos do dia, sem ver os companheiros anônimos que te ajudam na garantia do pó. Admiras os artistas renomados que dominam nos cartazes da imprensa e esqueces facilmente os braços humildes que te auxiliam a plasmar, no santuário da própria alma, as obras primas da esperança e da paciência.

Aplaudes os heróis e tribunos que se agigantam nas praças, todavia, não te recordas daqueles que te sustentaram a infância, de modo a desfrutares as oportunidades que hoje te facilitam.

Ouves, em êxtase, a biografia de vultos famosos e quase nunca te dispões a conhecer a grandeza silenciosa de muitos daqueles que te rodeiam, na intimidade doméstica, invariavelmente dispostos a te estenderem generosidade e carinho.

Homenageia, sim, os que te acenam dos pedestais que conquistaram, merecidamente, à custa de inteligência e trabalho; contudo, reverencie também aqueles que talvez nada te falem e que muito fizeram e ainda fazem por ti, muitas vezes ao preço de sacrifícios pungentes.

São eles pais e mães que te guardaram o berço, professores que te clarearam o entendimento, amigos que te guiaram a fé e irmãos que te ensinaram a confiar e servir…

Vários deles fazem agora, na retaguarda, acabrunhados e encanecidos, experimentando agoniada carência de afeto ou sentindo o frio entardecer; alguns prosseguem obscuros e devotados, no amparo às gerações que retomam a lide terrestre, enquanto outros muitos,

embora enrugados e padecentes, quais cireneus do caminho, carregam as cruzes dos semelhantes.

Pense nesses anjos desconhecidos que se ocultam na armadura da carne, e, de quando em quando, unge-lhes o coração de reconhecimento e alegria.

Para isso, não desejam transfigurar-se em fardos nos teus ombros.

Quase sempre, esperam de ti, simplesmente, leve migalha das sobras que atiras pela janela ou uma frase de estímulo, um aprece ou uma flor.

Emmanuel

INSCREVA-SE no Gênese Canal YouTube

Dê um like no vídeo

e ajude a COMPARTILHAR

https://www.youtube.com/c/Gênesewebcanalespírita

Publicado por: . | 22 setembro, 2021

A VINGANÇA – EVANGELHO DA MANHÃ

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 23 setembro 2021_ Quinta-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR – n°426                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              

 📚 📜 – TEMA: A VINGANÇA

🖥️ Fonte: 

REVISTA ESPÍRITA

1862 AGOSTO

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

👁️                                                                 

👇🖥️📺📡 

A VINGANÇA:

A vingança é agradável ao coração, disse o poeta. Oh! Pobres cegos, que dais livre curso à mais feia das paixões. Credes fazer mal ao próximo quando o golpeais e não notais que ele se volta contra vós. Ela não só é um crime, mas incompreensão absurda. É, como seus irmãos, o rancor, o ódio, o ciúme, filhos do orgulho, o meio de que se servem os Espíritos das trevas para atrair a si aqueles que eles receiam lhes escapem. É o mais infalível instrumento de perdição que poderia ser posto nas mãos dos homens pelos inimigos que se encarniçam na sua derrota moral.

Resisti, filhos da Terra, a esse culposo arrastamento, e tende certeza de que se alguém mereceu vossa cólera, não será no auge do rancor que encontrareis a calma de consciência. Ponde nas mãos do Todo Poderoso o cuidado de se pronunciar quanto aos vossos direitos e à justiça de vossa causa. Na vingança existe algo de ímpio e de degradante para o Espírito.

Não, a vingança não é compatível com a perfeição. Enquanto uma alma conservar tal sentimento, ficará nos porões do mundo dos Espíritos. Mas a vossa não será o eterno joguete dessa paixão infeliz. Posso garantir que a abolição da falsa noção do inferno eterno, ou antes, da danação eterna, que tem servido como pretexto ou pelo menos como escusa para atos de vingança, será a aurora de uma nova era de tolerância e mansuetude que não tardará a estender-se até as regiões privadas da vida moral.

Poderia o homem condenar a vingança se lhe apresentaram Deus como um ser ciumento e vingativo que pessoalmente promove a aplicação de torturas eternas? Cessai, pois, ó homens, de insultar a Divindade emprestando-lhe vossas paixões ignóbeis. Então sereis, ó habitantes da Terra, um povo abençoado por Deus.

Vós que me escutais, procedei de modo que, liberta a vossa alma do vergonhoso motivo para atos contrários à caridade, mereçais serdes admitidos no recinto sagrado cujas portas só a caridade pode abrir.

PIERRE ANGE

Espírito Protetor

Publicado por: . | 21 setembro, 2021

AUXILIARÁS POR AMOR – EVANGELHO AO VIVO

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 22 setembro 2021_ Quarta-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR nº 425                                                                                                                                                                                                                                                      

📚 📜 – TEMA: AUXILIARÁS POR AMOR

🖥️ Fonte: 

Evangelho S Espiritismo – XI- Item 9 –  Allan Kardec

Alma e Coração – 39 –  Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

 👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa

                                                                

👇🖥️📺📡 

AUXILIARÁS POR AMOR

Emmanuel

Auxiliarás por amor nas tarefas do benefício.

Não te deixarás seduzir pelo verbo fascinante dos que manejam o ouro da palavra para incrementar a violência em nome da liberdade e dos que te induzam a crer seja a vida um fardo de desenganos.

Adotarás a disciplina por norma de ação em teu ambiente de trabalho

renovador, e educar-te-ás na orientação do bem, elevando o nível da existência e sublimando as circunstâncias.

De muitos ouvirás que não adianta sofrer em proveito dos outros e nem semear para sustento da ingratidão; entretanto, recordarás os benfeitores anônimos que te amaciaram o caminho, apagando-se tantas vezes para que pudesses brilhar.

Rememorarás a infância, no refúgio doméstico, e perceberás que te ergueste, acima de tudo, da bondade com que te agasalharam o coração.

Não conseguiste a ternura materna com recursos amoedados, não remuneraste teu pai pelo teto em que te guardou a meninice, não compraste a afeição dos que te equilibraram os passos primeiros e nem

pagaste o carinho daqueles que te alçaram o pensamento à luz da oração, ensinando-te

a pronunciar o nome de Deus!…

Reflete nas raízes de amor com que o Todo-Misericordioso nos plasmou os alicerces da vida, e colabora onde estejas para que o bem se erija por sustentáculo de todos.

Enxergarás, nos que te rodeiam, irmãos autênticos, diante da Providência Divina.

Ajudarás os menos bons para que se tornem bons, e auxiliarás os bons a fim de que se façam melhores.

Se a perturbação te dificulta o caminho, serve, sem alarde, e a trilha de

libertação se te abrirá, propiciando-te acesso à frente.

Se ofensas te apedrejam, escuda-te no dever bem cumprido e serve sempre, na certeza de que a bondade com a força do tempo é a meia natural de todos os reajustes.

Muitos, mandam, exigem, dispõem ou discutem… Serás aquele que serve, o samaritano da benção, o entendimento dos incompreendidos, a luz dos que se debatem nas sombras, a coragem dos tristes e o apoio dos que se afligem na retaguarda!…

E, ainda quando te vejas absolutamente a sós, no ministério do bem, serás fiel à obrigação de servir, lembrando-te de que, certo dia, um anjo na forma de um homem escalou um monte árido em supremo abandono, carregando a cruz do próprio sacrifício, mas porque

servia e servia, perdoando e perdoando, fez nas trevas da morte o sol das nações, em perenidade de luz e amor para o mundo inteiro.

(Alma e Coração – 39 –  Emmanuel – Francisco Cândido Xavier)

INSCREVA-SE no Gênese Canal YouTube

Dê um like no vídeo

e ajude a COMPARTILHAR

https://www.youtube.com/c/Gênesewebcanalespírita

Publicado por: . | 21 setembro, 2021

Ambiente domestico – boa dica

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para acessar
TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 21 setembro 2021_ Terça-feira
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 424

📚 📜 – TEMA: AMBIENTE DOMÉSTICO
🖥️
Fonte:
Evangelho S Espiritismo – V – Item 11 – Allan Kardec

Vida e Sexo – Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

Ambiente doméstico

Frequentemente, o Espírito renasce no mesmo meio em que já viveu, estabelecendo de novo relações com as mesmas pessoas, a fim de reparar o mal que lhes haja feito.
Se reconhecesse nelas as a quem odiara, quiçá o ódio se lhe despertaria outra vez no íntimo. De todo modo, ele se sentiria humilhado em presença daquelas a quem houvesse ofendido.

Item 11 do cap. V de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO

Na comunhão de dois seres para a organização da família, prevalece o compromisso de assistência não só de um para com o outro, mas também para com os filhos que procedem do laço afetivo.

Não possuímos ainda na Terra institutos destinados à preparação da paternidade e da maternidade responsáveis.
A evolução e o aprimoramento das ciências psicológicas de hoje, porém, garantir-nos-ão no futuro semelhante evento.

Identifiquemos no lar a escola viva da alma.

O Espírito, quando retorna ao Plano Físico, vê nos pais as primeiras imagens de Deus e da Vida.

Na tépida estrutura do ninho doméstico, germinam-lhe no ser os primeiros pensamentos e as primeiras esperanças.
Não lhe será, contudo, tão fácil seguir adiante com os ideais da meninice, de vez que, habitualmente, a equipe familiar se aglutina segundo os desastres sentimentais das existências passadas, debitando-se-lhe aos componentes os distúrbios da afeição possessiva, a se traduzirem por ternura descontrolada e ódio manifesto ou simpatia e aversão simultâneas.

Pais imaturos, do ponto de vista espiritual, comumente se infantilizam, no tempo exato do trabalho mais grave que lhes compete, no setor educativo, e, ao invés de guiarem os pequeninos com segurança para o êxito em seu novo desenvolvimento no estágio da reencarnação, embaraçam-lhes os problemas, ora tratando as crianças como se fossem adultos ou tratando os filhos adultos como se fossem crianças.

Estabelecido o desequilíbrio, irrompem os conflitos de ciúme e rebeldia, narcisismo e crueldade, que asfixiam as plantas da compreensão e da alegria na gleba caseira, transformando-a em espinheiral magnético de vibrações contraditórias, no qual os enigmas emocionais, trazidos do pretérito, adquirem feição quase insolúvel.

Decorre daí a importância dos conhecimentos alusivos à reencarnação, nas bases da família, com pleno exercício da lei do amor nos recessos do lar, para que o lar não se converta, de bendita escola que é, em pouso neurótico, albergando moléstias mentais dificilmente reversíveis.

.Emmanuel – Francisco C Xavier – Vida e sexo
. 4 — FEB

Publicado por: . | 20 setembro, 2021

CARREGAR A SUA CRUZ – Evangelho do dia

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para assitir na TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 20 setembro 2021_ Segunda-feira


😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 423

📚 📜 – TEMA: CARREGAR A SUA CRUZ
🖥️
Fonte:
Evangelho S Espiritismo – XXIV – Item 17 a 19 – Allan Kardec

Fonte Viva – Lição 97 – Emmanuel – F C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

A palavra da Cruz

“Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós que somos salvos é o poder de Deus.” — PAULO (1 Coríntios, 1.18)

A mensagem da cruz é dolorosa em todos os tempos.

Do Calvário desceu para o mundo uma voz, a princípio desagradável e incompreensível.

No martirológio do Mestre situavam-se todos os argumentos de negação superficialmente absoluta.

O abandono completo dos mais amados.

A sede angustiosa.

Capitulação irremediável.

Perdão espontâneo que expressava humilhação plena.

Sarcasmo e ridículo entre ladrões.

Derrota sem defensiva.

Morte infamante.

Mas o Cristo usa o fracasso aparente para ensinar o caminho da Ressurreição Eterna, demonstrando que o “eu” nunca se dirigirá para Deus, sem o aprimoramento e sem a sublimação de si próprio.

Ainda hoje, a linguagem da cruz é loucura para os que permanecem interminavelmente no círculo de reencarnações de baixo teor espiritual; semelhantes criaturas não pretendem senão mancomunar-se com a morte, exterminando as mais belas florações do sentimento.

Dominam a muitos, incapazes do próprio domínio, ajuntam tesouros que a imprudência desfaz e tecem fios escuros de paixões obcecantes em que sucumbem, vezes sem conto, à maneira da aranha encarcerada nas próprias teias.

Repitamos a mensagem da cruz ao irmão que se afoga na carne e ele nos classificará à conta de loucos, mas todos nós, que temos sido salvos de maiores quedas pelos avisos da fé renovadora, estamos informados de que, nos supremos testemunhos, segue o discípulo para o Mestre, quanto o Mestre subiu para o Pai, na glória oculta da crucificação.

Emmanuel – Francisco C Xavier – Fonte viva – 97 — FEB

Publicado por: . | 17 setembro, 2021

Luz para todos – Sol no coração

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para assistir
TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 17 setembro 2021_ Sexta-feira

😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 422

📚 📜 – TEMA: LUZ PARA TODOS
🖥️
Fonte: Evangelho S Espiritismo – XVII – Item 10 – Allan Kardec

Na Era do Espírito – Lição 1 – Emmanuel – F C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️👇🖥️📺📡

LUZ PARA TODOS

Estariam os princípios espíritas endereçados à segregação para uso exclusivo daqueles irmãos que carregam provas visíveis no Plano material?

Encontramos, com frequência, na Terra, quem suponha deva ser a Nova Revelação limitada ao trabalho em favor dos que sofrem a penúria do corpo, sob pena de perder a própria simplicidade.

Entretanto, a fulguração solar será menos luz quando clareia o recôncavo de um vale e o topo de um arranha-céu ao mesmo tempo?
E, acaso, a fonte se diminuirá em grandeza por deixar-se canalizar em serviço à cidade grande, após haver saciado a sede aos lares do campo?

Decerto, a mensagem da Vida Maior tem significação mais imediata em auxílio a quantos se vejam no mundo em dificuldades abertas, seja no chão das exigências primárias da natureza ou na sombra das grandes tribulações em que a inconformidade os compele a se tornarem francamente infelizes.
Imperioso, porém, pensar naqueles outros companheiros da humanidade que a vida situou em outros setores.

Não é a face externa da criatura que lhe determina o grau da necessidade espiritual.

Dói-nos ver as mãos que se nos estendem nas ruas, à cata de pão; no entanto, será justo, igualmente, compreender os obstáculos daqueles que se esfalfam em serviço para que haja pão, tanto quanto possível, à mesa de todos.

Aflige-nos registrar os empeços do amigo em profissão singela, cujo salário não lhe satisfaz a todos os requisitos da vida simples, mas não nos será lícito esquecer os óbices daqueles que se atormentam na orientação da oficina para que o trabalho não se perturbe ou escasseie.

Magoa-nos surpreender irmãos diversos, acomodados nos palheiros humildes que lhes servem de residência; contudo, não podemos desconhecer os impedimentos daqueles outros que encanecem nas administrações, construindo caminhos ao progresso e traçando horizontes ao reconforto geral.

Sensibiliza-nos o martírio das mães que vagueiam nas vias públicas à busca de socorro para filhinhos padecentes; entretanto, seria injusto desconsiderar o sofrimento daquelas outras que se aniquilam, pouco a pouco, dentro de casa, em posição de incessante sacrifício, para sustentarem os descendentes, de modo a que a dignidade humana possa honrosamente sobreviver.

Reflitamos no conjunto dos problemas humanos e a ninguém deserdemos da verdade e do amor, de vez que em qualquer situação pertencemos todos a Deus e, segundo as nossas necessidades, é natural que Deus nos atenda a cada um.

. Emmanuel – Francisco Cândido Xavier – Na Era do Espírito – organizado por Herculano Pires

Publicado por: . | 16 setembro, 2021

Confia, serve e siga – diga atualísssima

fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você assistir na
TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 421

📚 📜 – TEMA: CONFIA, SERVE E SEGUE
🖥️
Fonte:
Evangelho S Espiritismo – XIX – Item 10 – Allan Kardec

Atenção – Emmanuel – F C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

Confia, serve e segue

O claro nas fileiras!…
A saudade na marcha!…

Na jornada redentora da fé, monte acima, no encalço da meta, vislumbrada pelo ideal, sofres a separação dos companheiros queridos, como se trouxesses o coração traumatizado por dolorosa cirurgia.

Almejarias seguir à frente, com todos aqueles que abraçaste nas horas primeiras da confiança, quando a renovação amanhecia nas paisagens mais íntimas de tua alma, entretanto, à medida que avançam os ponteiros no relógio da experiência, fitas com mais sofrimentos e mais espanto, quantos te dizem adeus, no rumo de realizações outras, às vezes como se houvessem perdido a bússola que lhes norteava a existência.

Continuas trilha adiante, imaginando carrear aflitivas lesões ocultas, no entanto, é forçoso regeneres os próprios sentimentos nas fontes da compreensão, a fim de que te certifiques de que o amor não desapareceu.

Lembra-te de que nos caminhos da evolução e da vida, cada viajor transporta consigo necessidades e encargos diferentes, conquanto se identifiquem todos no mesmo objetivo por atingir.

Esse é induzido a recolher alguém que permanece à distância, outro deve buscar determinada afeição pela qual se responsabiliza, aquele outro precisa afastar-se temporariamente do grupo para resgatar certa conta, a fim de prosseguir mais tarde, estrada afora, sem qualquer conflito de consciência.

Temos ainda os que se fatigaram no trabalho e exigem a pausa do descanso, os que adoeceram do ponto de vista espiritual e requisitam hospitalização na retaguarda e outros que foram chamados por ordem do Plano Superior, ao desempenho de tarefas cujas finalidades não nos é dado, de pronto, perceber.

Não mentalizes decepções, deserções, desenganos e desencantos.

Abençoa a todos, a todos os companheiros de serviço e de esperança que assumem posição diversa da tua e afervora-te, cada vez mais, na execução da tarefa que a fé te reservou, reconhecendo que a Divina Providência a todos nos enxerga e acompanha sem desamparar a nenhum de nós.

E confia, serve e segue para diante, oferecendo aos outros o melhor de ti mesmo e doando à vida o melhor que possas, porque um dia todos nos reuniremos no País da Perfeita Fraternidade, sem lágrimas da consciência e sem angústias da morte, nas eternas alegrias do Amor de Deus.

Emmanuel – F Cândido Xavier – Atenção – lição 20 —

Publicado por: . | 15 setembro, 2021

Lembra-te de Deus – Meimei para os nossos corações

Fraternidade de Estudos Allan Kardec está convidando você para assistir na TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲- 15 setembro 2021_ Quarta-feira
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 420

📚 📜 – TEMA: LEMBRA-TE DE DEUS
🖥️
Fonte: Evangelho S Espiritismo – XXVIII – Item 1 – Allan Kardec

Vozes do Grande Além 50 – Meimei – F C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

Lembra-te de Deus

Reunião da noite de 31 de maio de 1956.

Encerrando-nos as lides da noite, comunicou-se Meimei, a abnegada irmã de nosso grupo, que nos ofertou como de outras vezes, a sua palavra generosa e consoladora.

Lembra-te de Deus para que não olvides a tua alma no labirinto das sombras. O Criador vive e palpita na Criação que o reflete.

Quando estiveres ferido pelas farpas do sofrimento, lembra-te de Deus que, em muitas ocasiões, socorre a terra seca, por intermédio de nuvens tempestuosas.

Quando te sentires revoltado ante as misérias do mundo, lembra-te de Deus, cuja majestade permanece incorruptível, no próprio fruto podre, através da semente pura em que a planta se renovará, exuberante e vitoriosa.

Lembra-te de Deus e aprende a não julgar com os olhos físicos, que apenas assinalam na Terra ligeiras nuances da verdade.

Tudo nos infinitos domínios do Infinito Universo é transformação incessante para a glória do bem.

Em razão disso, o mal é sempre efêmero nevoeiro na exaltação da eterna luz, e toda sombra, por mais dilatada no espaço e no tempo, não passa de expressão transitória no jogo das aparências.

Não reproves, assim, o solo estéril pela carência que patenteia e nem condenes a víscera cadavérica pelo bafio que exala, porque, amanhã, a Bondade de Deus pode reunir um e outro, com eles edificando um berçário de lírios.

Não te antecipes à Justiça do Pai Celeste quando fores incomodado, porque o Pai Celeste sabe distribuir o pão e a corrigenda com os filhos que lhe constituem o patrimônio de excelso amor.

Ainda mesmo diante do inferno que nós criamos na consciência com os nossos erros deliberados, ei-lo, bondoso, a expressar-se com o seu Divino Devotamento, transformando-o em lixívia que nos sane as mazelas da alma.

Trabalha, ajudando sempre, na certeza de que Deus sustenta a vida, para que a vida se aprimore.

Assim sendo, no princípio de cada dia ou no começo de cada tarefa nova, faze da oração a nota inicial de teu passo primeiro, para que te não falte a inspiração do Céu em toda a medida justa.

Quando fatigado, seja Deus teu descanso.

Quando aflito, seja Deus teu consolo.

Quando supostamente derrotado, seja Deus teu arrimo.

Quando em desalento, seja Deus tua fé.

Ergue, diariamente, um templo vivo de amor a Deus em teu espírito e rende-lhe preito incessante, através do serviço ao próximo, nas lutas de cada hora.

Em todos os lances de nossa peregrinação para os cimos, lembremo-nos de Deus para que não estejamos esquecidos de nós.

Meimei – Francisco C Xavier – Vozes do Grande Além – 51 —

Publicado por: . | 14 setembro, 2021

Questões graves – Reflexão

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 14 setembro 2021_ Terça-feira
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 419

📚 📜 – TEMA: QUESTÕES GRAVES
🖥️
Fonte:
Livro dos Espíritos qs 843 – Allan Kardec

Na Era do Espirito – Lição 22 – Francisco X Xavier – Herculano Pires – A Luiz

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

O MAIS IMPORTANTE

Provavelmente você estará atravessando longa faixa de provações em que o ânimo quase que se lhe abate.

Crises e problemas apareceram. Entretanto, paz e libertação, esperança e alegria dependem de sua própria atitude.

Se veio a colher ofensa ou menosprezo, você mesmo pode ser o perdão e a tolerância, doando aos agressores o passaporte para o conhecimento deles próprios.

Se dificuldades lhe contrariaram a expectativa de auto-realização, nesse ou naquele sentido, a sua paciência lhe fará ver os pontos fracos que precisa anular a fim de atingir a concretização dos seus planos em momento mais oportuno.

Se alguém lhe impôs decepções, o seu entendimento fraterno observará que isso é uma bênção da vida imunizando-lhe o espírito contra a aquisição de pesados e amargos compromissos futuros.

Se experimenta obstáculos na própria sustentação, o seu devotamento ao trabalho lhe conferirá melhoria de competência e a melhoria de competência lhe elevará o nível de compensações e recursos.

Se você está doente, é a sua serenidade, com a sua cooperação, que se fará base essencial de auxilio aos médicos e companheiros que lhe promovem a cura.

Se sofre a incompreensão de pessoas queridas, é a sua bondade, com o seu desprendimento, que se lhe transformará em arrimo para que os entes amados retornem ao seu mundo afetivo.

Evite as complicações de rebeldia e inconformidade, ódio e inveja, egoísmo e desespero que apenas engrossarão o seu somatório de angústia.

Mudanças, aflições, anseios, lutas, desilusões e conflitos sempre existiram no caminho da evolução. Por isso mesmo, o mais importante não é aquilo que aconteça e sim o seu modo de reagir.

. André Luiz – Francisco Cândido Xavier – Herculano Pires – Na Era do Espírito – lição 22

Publicado por: . | 13 setembro, 2021

Duas Perguntas – Kardec responde


TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 13 setembro 2021_ Segunda-feira
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 418

📚 📜 – TEMA: DUAS PERGUNTAS
🖥️
Fonte: Evangelho Segundo Espiritismo – Capitulo XIII – item 19-20 e 12 – Allan Kardec

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👇🖥️📺📡

Publicado por: . | 10 setembro, 2021

Não vim trazer a paz – Jesus

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 Hora 7:10 – 10 setembro 2021_ Sexta-feira
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 417

📚 📜 – TEMA: NÃO VIM TRAZER A PAZ
🖥️
Fonte:
Evangelho Segundo o Espiritismo – Capitulo XXIII – item 9-13 – Allan Kardec

Caminho Verdade e Vida 144 – Emmanuel – Francisco C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️
👇🖥️📺📡

Que temos com o Cristo?

“Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus.” — (MARCOS, 1.24)

Grande erro supor que o Divino Mestre houvesse terminado o serviço ativo, no Calvário.

Jesus continua caminhando em todas as direções do mundo; seu Evangelho redentor vai triunfando, palmo a palmo, no terreno dos corações.

Semelhante circunstância deve ser lembrada porque também os Espíritos maléficos tentam repelir o Senhor diariamente.

Refere-se o evangelista a entidades perversas que se assenhoreavam do corpo da criatura. Entretanto, essas inteligências infernais prosseguem dominando vastos organismos do mundo.

Na edificação da política, erguida para manter os princípios da ordem divina, surgem sob os nomes de discórdia e tirania; no comércio, formado para estabelecer a fraternidade, aparecem com os apelidos de ambição e egoísmo;
nas religiões e nas ciências, organizações sagradas do progresso universal, acodem pelas denominações de orgulho, vaidade, dogmatismo e intolerância sectária.

Não somente o corpo da criatura humana padece a obsessão de Espíritos perversos. Os agrupamentos e instituições dos homens sofrem muito mais.

E quando Jesus se aproxima, através do Evangelho, pessoas e organizações indagam com pressa:
“Que temos com o Cristo?
que temos a ver com a vida espiritual?”

É preciso permanecer vigilante à frente de tais sutilezas, porquanto o adversário vai penetrando também os círculos do Espiritismo evangélico, vestido nas túnicas brilhantes da falsa ciência.
Emmanuel – Francisco Cândido Xavier – Caminho, Verdade e Vida – . 144 —

Publicado por: . | 9 setembro, 2021

Somos de Deus – Dica da Espiritualidade

TV GÊNESE

🙋⌚ 📽️ 🎙️ 📲 09 setembro 2021
😘Tópico: GÊNESE NO LAR n°– 416

📚 📜 – TEMA: SOMOS DE DEUS
🖥️
Fonte: Livros dos Espíritos Qs- 909-911 – Allan Kardec

Vinha de luz 84 – Emmanuel – F C Xavier

👉 Facilitador: Carlos A Braga Costa
👁️👇🖥️📺📡

Somos de Deus

“Nós somos de Deus.” — JOÃO (1 João, 4.6)

Não nos é fácil desvencilharmos dos laços que nos imantam aos círculos menos elevados da vida, aos quais ainda pertencemos.

Apesar de nossa origem divina, mil obstáculos nos prendem à ideia de separação da Paternidade Celeste.

Cega-nos o orgulho para a universalidade da vida.

O egoísmo encarcera-nos o coração.

A vaidade ergue-nos falso trono de favoritismo indébito, buscando afastar-nos da realidade.

A ambição inferior precipita-nos em abismos de fantasia destruidora.

A revolta forma tempestades de ódio sobre as nossas cabeças.

A ansiedade fere-nos o ser.

E julgamos, nesses velhos conflitos do sentimento, que pertencemos ao corpo físico, ao preconceito multissecular e à convenção humana, quando todo o patrimônio material que nos circunda representa empréstimo de forças e possibilidades para descobrirmos nós mesmos, enriquecendo o próprio valor.

Na maioria das vezes, demoramo-nos no sombrio cárcere da separação, distraídos, enganados, cegos…

Contudo, a vida continua, segura e forte, semeando luz e oportunidade para que não nos faltem os frutos da experiência.

Pouco a pouco, o trabalho e a dor, a enfermidade e a morte, compelem-nos a reconsiderar os caminhos percorridos, impelindo-nos a mente para zonas mais altas.
Não desprezes, pois, esses admiráveis companheiros da jornada humana, porquanto, quase sempre, em companhia deles, é que chegamos a compreender que somos de Deus.

Emmanuel – F Cândido Xavier – Vinha de luz . 84 — FEB

Older Posts »

Categorias