Publicado por: . | 19 agosto, 2013

Dica de Emmanuel

vermeEm sua campanha anti-vaidade, Chico criou, ao longo da vida, alguns slogans para se defender dos elogios. “Sou apenas Cisco Xavier” era um deles. Ele fazia questão de proclamar a própria “absoluta insignificância”. Afinal de contas, era um “servidor quase inútil da doutrina espírita”, “o mais pequenino de todos”, “um nada”, “mais imperfeito que os outros”.

(…) Um dia, diante de uma mulher quase de joelhos a seus pés, ele apelou:

__ Não me elogie assim. É desconcertante. Não passo de um verme no mundo.

No mesmo instante, ouviu a voz de Emmanuel:

__ Não insulte o verme. Ele funciona, ativo, na transmutação dos detritos da terra, com extrema fidelidade ao papel de humilde e valioso servidor da natureza. Ainda nos falta muito para sermos fiéis a Deus em nossa missão.

Daí em diante, Chico preferiu se definir, de vez em quando, como subverme.

Trecho do livro As Vidas de Chico Xavier de Marcel Souto Maior.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias