Publicado por: . | 6 fevereiro, 2019

BASTAR-NOS-Á

 Bastar-nos-ámeimei2

 

 

 

MEIMEI

 

Quanto mais conheces, mais te vês. E quanto mais nos vemos, com mais amplitude conseguimos enxergar  os outros.

            Se já alcançaste semelhantes  áreas de discernimento, considera as incompreensões das quais te reconheças objeto, através das lentes interiores que te conferem mais alta visão espiritual.

             Diante de alguém que,

porventura, te fira, recorda as provas que atravessaste, os empeços vencidos, as ilusões superadas e amarguras que já entregaste ao arquivo da memória, com a recomendação de paz  e esquecimento.

Assim, agindo, observarás nos companheiros que acaso te injuriem corações doentes ou imaturos, que é preciso tolerar, a fim de que não te emaranhes no labirinto das aflições inúteis.

Perante quaisquer ofensas, usa a misericórdia na embalagem do silêncio e atrairás a luz para que todas as sombras sejam dissolvidas.

            Esse te malsina os gestos de  bondade , aquele te empresta a autoria de faltas que desconheces, outro te expõe os enganos de outro tempo ao desrespeito público e outro ainda te apedreja sem razão.

             Por nada te queixes.

              Pelo metro de nossas próprias

lutas de retaguarda, ser-nos-á possível estender a compaixão sem limites sobre quaisquer farpas que se nos lance em caminho, seguindo sempre.    Não te lastimes, nem condenes.        Cala-te, abençoa e auxilia sempre para o bem de todos.

            Para corrigir-nos ou reajustar-nos ante os princípios da verdade e do  amor, bastar-nos-á viver.

  

Ampara aos que se acham perseguidos  pela ignorância ou pela crueldade.

*

Segue plantando Paz e semeando  alegria.

Fonte: Livro “PALAVRAS DO CORAÇÃO” – Psicografia: Francisco Cândido Xavier Pelo Espírito: MEIMEI – Lição 02

 

(…) Não te esqueças.          

A oportunidade passa, mas a luta adiada volta sempre.

Amanhã reencontrar-te-ás contigo mesmo, na paisagem que o mundo te oferece, nos ideais que esposas, nos trabalhos confiados à tua mão ou na pessoa do próximo que honras ou menosprezas… (…)

Emmanuel 

(“Instrumentos” – Psicografia de Francisco Cândido Xavier – lição: Voltarás Amanhã)

 


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Categorias